Estratégia Digital

Conferência Facebook para Pequenas e Médias Empresas

em

A Conferência “Facebook para PME – Como optimizar a sua presença no Facebook”, realizada  no Porto, teve lugar na Associação Nacional das Pequenas e Médias Empresas (ANPME) , com a qual o Facebook estabeleceu um protocolo de colaboração.

Nesta conferência estiveram presentes duas especialistas em marketing para Pequenas  e Médias empresas do Facebook, nomeadamente:

  • Natália Basterrechea – Diretora de Assuntos Públicos – Facebook Portugal e Espanha;
  • Nerea Llorca – pertence à equipa de Pequenas e Médias Empresas  – Facebook Portugal e Espanha.

Consulte no final do Artigos as entrevistas (em vídeo) realizadas à Equipa do Facebook!

Alguns pontos focados que deve reter:

A Página Facebook deve estar interligada com o seu website de modo a canalizar tráfego.

O Facebook através das ferramentas que possui, permite desde logo às PME´s, conceber uma estratégia mobile para as suas Páginas. Exemplo disso, é o facto de permitir fazer Publicidade para dispositivos Mobile e de dar a possibilidade de selecionar quais os  os sistemas operativos para despoletar o anúncio. No entanto, é importante refletir sobre o que é o nosso negócio ou marca e delinear uma estratégia para uma presença assertiva nesta Rede.

Em Portugal,  existem  5.400.000 utilizadores Facebok, dos quais 2.1 milhões acedem, diariamente,  via mobile e 3.5 milhoes acedem diariamente à rede.

Outro aspeto relevante focado foi a criação de Conteúdos, os quais devem ter uma boa qualidade. É importante criar conteúdos que envolvam e que sejam relavantes para a nossa audiência. Dependendo do tipo de negócio, existem  determinados tipos de conteúdos que resultam melhor do que outros,  daí a importância de conhecer  bem a nossa audiência para que os conteúdos que sejam relevantes, culminando num maior engagement.

Foram apontadas duas ferramentas simples para promover os negócios no Facebook: 1) promover páginas (permite selecionar a a audiência, budget…) e 2) promover posts para obter mais alcance nessas publicações.

promote-business-evento-facebook-pmes

Foram fornecidas algumas recomendações para  obter publicações interessantes (posting top types):

1. As publicações devem ser relevantes, ter em consideração o horário e ter uma componente de entertenimento.

2. Fale com os seus fãs, e não para eles!

3.  O texto deve ser curto e “sweet”.

4. Utilize Imagens e Vídeos para criar maior envolvimento (engagement).

5.  Tenha como objetivo publicar cerca de duas vezes por semana.

posting-top-types

Nesta apresentação, foi destacado o facto de que as empresas que apresentam um orçamento limitado, mesmo com um reduzido investimento em Publicidade no Facebook poderão obter resultados, e gerar vendas (conversões). Contudo, para que haja uma conversão efetiva é importante que uma Campanha Facebook, seja dirigida para uma audiência específica de acordo com o perfil que pretendemos, daí a importância de conhecer bem a nossa audiência e de utilizar os critérios de segmentação disponibilizados no Gestor de Anúncios e no PowerEditor.

targeting

O Facebook disponibiliza três os tipos de segmentação para a  criação de Campanhas de Publicidade:

1. Core Audiences : em que a segmentação é realizada através critérios:

. Demográficos

. Geográficos

. Interesses

. Interessentes

. Comportamentos

core-audiences

2.  Custom Audiences: criados através dos próprios dados da empresa (base de dados com emails de clientes, compradores frequentes, pessoas que visitam o website), ou seja das suas bases de dados.  Ao fornecer esses dados ao Facebook, a plataforma irá procurar  existência de uma correspondência,  e os dados que gerar poderão ser utilizados para criar um público personalizado para o qual poderá dirigir a sua campanha.

custom-audiences

3. Lookalike audiences: permite encontrar pessoas com aspetos similares aos que pretendemos.  Aqui, o anunciante pode fazer upload de uma base de dados  com listagem de emails. Assim,  poderá criar uma moir segmento-alvo e os utilizadores terão caraterísticas semelhantes aos da amostra submetida.

Ressalvaram também a importância de “fazer crescer o seu negócio e para isso deve: encontrar novos clientes, reter clientes atuais e assim vender mais!

É também importante acompanhar as métricas e  medir o sucesso (através do Page Insights e do Ad Insights ) de todas as ações da nossa Presença no Facebook.

medir-o-sucesso

Foi também apresentado um  case study: “Building a brand on Facebook – Home Lovers”  em que se abordou a importância de ter uma estratégia de comunicação e um modelo e negócio bem definidos.

home-lovers

A importância de “apurar quem nos segue” foi igualmente um dos pontos-chave referidos,  pois é necessário que os “nossos seguidores realmente estejam interessados no que fazemos”.  O Facebook é responsável por 90% dos negócios concretizados pela empresa e é a montra online deste negócio. Na construção do website do negócio houve uma preocupação de projetar o “ambiente Facebook” neste uma vez que os seguidores se identificam muito com esta plataforma.

Outro aspeto focado é que acreditam que o email já não é suficiente e aqui o Facebook assume um papel importante pelo seu “imediatismo”, permitindo responder rapidamente a questões e pela possibilidade de estabelecer uma ligação com os seguidores, pois acreditam que “mais importante do que ter muitos fãs e ter uma ligação com os seguidores”! Ressalvaram também que através de pistas e solicitações dos seguidores, acabaram por reajustar o seu negócio introduzindo um novo serviço.

No espaço destinado a questões da plateia, destaque para a questão de Vasco Marques a propósito do vídeo no Facebook.  A questão foi respondida por Nerea Llorca que recomendou o upload direto de vídeos no Facebook, e salientou a importância de escolher bem a imagem do preview do vídeo e de utilizar o call to action (CTA) para canalizar tráfego, por exemplo, para o website.  Na promoção do vídeo, segmentar devidamente o público e selecionar a imagem do preview de acordo com o perfil para quem estamos a direcioná-lo.

Relativamente a duração de um vídeo, é recomendável que este seja curto e direto, com uma mensagem explícita, com aproximadamente 2 minutos. Recomedou que sejam analisados os Insights dos vídeos promovidos para compreender o comportamento da nossa audiência (se vê o vídeo, quanto tempo vê, …) e, desta forma, conseguir obter pistas para o tempo de duração ideal dos vídeos a inserir diretamente no Facebook.

Entrevista realizada a Nerea Llorca – Facebook

Veja alguns dos momentos captados na Conferência Facebook para PME´s

[em atualização]

Sobre Ana Gouveia

Colabora na Web2Business (W2B) desempenhando, sobretudo, funções de Gestão e Coordenação da Formação, Marketing e Comunicação. MBA - Instituto de Estudos Superiores Financeiros e Fiscais e Licenciatura em Ciências da Comunicação - Universidade Fernando Pessoa.